Arquivo para março, 2012

Mulheres bonitas

Posted in Uncategorized on 25/03/2012 by Gabriela

A mulher deve ser amada e desejada principalmente pelo o que ela é: em sua personalidade, inteligência e caráter. Tão feio é taxar uma mulher por sua aparência, enquanto esta grita e anseia por carinho e respeito, independente de seu corpo e de seu rosto bonito.

O homem que não reconhece nos olhos de uma mulher bonita que ela é tão importante quanto todas as outras e que ela merece respeito pelo simples fato de ser mulher, afinal, o que pensa da própria mãe e irmãs?

A mulher bonita que se cuida e é "gostosa" tem o direito de se portar de maneira sensual, sabendo muito bem diferenciar o sexy do vulgar. Pena que esta linha que divide estas duas vertentes seja tão tênue e tão pouco entendida por outrem. Tanto por outras mulheres invejosas e faladeiras, tanto por homens aproveitadores e oportunistas que cruzam o caminho de moças tão bem prendadas em seus atributos naturais.

Às vezes trata-se de um fardo ser tão bonita aos olhos do mundo. A injustiça maior é que mulheres lindíssimas buscam simplesmente um homem que as ame e cuide delas. Apenas isso. Elas não precisam ouvir sempre o quanto são deliciosas e terminar toda noite na cama de alguém. Mas certos homens buscam unicamente o prazer carnal e a satisfação pessoal por se exibir em seu meio como aquele que conseguiu levar tal mulher para a cama.

Pena que somente os atrevidos cruzam o caminho destas beldades e lhes causam maldades. Bons rapazes sentem-se intimidados e pensam que jamais conquistariam um mulherão como aquele. Ledo engano. A carência delas está causando um dano terrível!

Fiquei pensativa quanto a este tema, pois o filme "Sete dias com Marilyn" elucida bem o drama da queridinha de Hollywood. Sua beleza era um fardo.  O filme me inspirou a por pra fora este assunto que tanto me aborrece. Não estou aqui querendo me comparar fisicamente à beleza da atriz, até parece, mas me fez pensar sobre esta questão.

Um momento no filme:

– Marilyn, por favor, qual é o seu problema?

– Estou tentando entrar na personagem, está difícil, pois não consigo senti-la como deveria (balbuciando).

– Ora, por favor, apenas seja sexy. Não é isto o que você sabe fazer?

Marilyn era amante do presidente americano Kennedy. Apesar de suas ilusões, Marilyn sabia que ele desejava apenas a estrela cintilante de cinema, não a mulher que ela era.

Que pecado iludir uma moça que só busca acalentar os anseios de menina. É justificável que ela se sinta sempre abandonada por todos? Com certeza sim, infelizmente. Se não me engano, três ou mais maridos a abandonaram…

marilyn

Marilyn: “Tudo o que as pessoas veem é Marilyn Monroe.
Tão logo percebem que eu não sou ela, eles fogem."

 

Então eu pergunto: como se sentirem realmente bonitas se sempre são deixadas? Como se sentirem seguras, se nunca sabem quando a abandonarão? Como acreditar quando a chamam bela por ser bela ou por interesse casual? Quem mente? Quando dizem a verdade e por quê? Existe verdade?

Há aqueles momentos em que me sinto usada e penso se eu não seria mais amada se fosse menos atraente fisicamente e mais inteligente em certos conceitos e ideais, com um senso de humor mais apurado e eficiente. Parece que ser os dois é quase uma tarefa mística que transcedentaliza minha capacidade racional. Talvez eu seja tudo isso, mas a minha bunda grande e a minha cintura fina dificulte a percepção disto. Eu mesma me saboto.

Já estou cansada das falsas investidas que recebo pelo único intuito do uso daquilo que proporciono como um corpo. Eu não estou aqui pra dizer que sou a mulher mais linda do mundo, LONGE DISSO, EU NÃO PENSARIA ISSO DE MIM NEM NAS PRÓXIMAS ENCARNAÇÕES, mas sei que 95% dos que voltam a atenção para mim não possuem interesse pela Gabriela.

É duro se sentir assim:

mulher-gaveta-

É triste, e isso me faz desanimar drasticamente em pensar em relacionamentos. Antes eu acreditava numa união sincera independente de interesses, mas a cada dia que passa e as pessoas vão se tornando mais adultas (as meninas mais mulheres, e os meninos mais… meninos?), as trapaças sentimentais as quais me envolvo demonstram sempre este tipo de situação escancarada.

Quem se propõe a fazer sexo de maneira casual está certíssimo, pois, afinal, ninguém pode viver sem isso. Porém, penso que esta ideia deve ser um consenso em comum para a dupla disposta. Quando um é enganado (e geralmente é a moça bonita), tem-se a sensação de ser a pior pessoa do planeta: "Poxa, só servi pra isso?".

Claro que todas as pessoas do mundo passam por esta situação de se sentirem usadas, não digo que são apenas as gostosonas simpáticas, mas eu creio que esta seja uma boa explicação pra existirem tantas mulheres bonitas e lindas de morrer chorando na frente de um espelho se sentindo umas merdas.

Minha conclusão a respeito disso não é das melhores. Eu penso que cada vez mais vai passando o tempo e infelizmente este tipo de coisa superficial vai virando rotina na vida de muitas garotas. Ser sensível e linda é um prato cheio para caras falsos e descarados abusarem da carência destas moças. Não taxem uma mulher atraente pela aparência, por favor. Talvez ela seja legal de mais pra isso e não representem risco algum se você parar pra conversar um pouco mais com elas para conhecê-las, não para comê-las.

Eu penso que, cada vez que passo por uma situação em que me sinto usada sem o meu próprio consentimento, aquele é menos um que me importunará dali pra frente. Tenho que pensar assim, senão, não saio da minha cama, pois não quero mais ser vista e sofrer as investidas de alguém por mera casualidade sexual.

Sim, sabemos que existem mulheres que não se dão ao respeito e sinceramente não se importam com isso, pois são devoradoras de homens e gostam de se verem como as tais. Só que em contrapartida, existem as outras, legais de mais para se prestarem a um papel tão raso como este.

Uma coisa é você sempre deixar claro que sente atração sexual e propor isto de maneira clara e justa. Ter sexo com uma garota dizendo o quanto ela é especial, que a adora, que não quer perdê-la e depois nunca mais aparecer? Ah… Valei-me! Vocês não imaginam como isto machuca o nosso ego na manhã seguinte… e nas próximas.

Gostei de My Week With Marilyn. Mostra uma Marilyn Monroe por trás do mito, revelando uma mulher insegura, solitária (apesar de estar sempre rodeada de pessoas e principalmente homens) e mais "humana".

image

Anúncios

Levando um Pé na bunda – e os conselhos sentimentais que amamos

Posted in Uncategorized on 08/03/2012 by Gabriela

Os conselhos sentimentais que amamos. Como são importantes!

Quando aquela sua amiga que você considera linda, maravilhosa, inteligente, sexy e super divertida leva um pé na bunda ou é traída de maneira ridícula por um garoto (ok, podem pensar nos garotos lindos e bonzinhos que também levam ferro da mulherada-bandida), automaticamente têm-se aquelas respostas-padrão que servem para estas situações perfeitamente:

1 – Esse cara é um idiota.

2 – Esse cara não presta.

3 – Você era de mais pra ele.

4 – Ele nunca vai encontrar alguém como você.

5 – Você não precisa dele.

6 – Você arranja outro quando bem entender.

7 – Qualquer um é melhor que ele.

8 – Relaxa, você é foda, vai passar.

9 – Se liga, esse cara não é tudo isso pra você ficar desse jeito. Para com isso.

10 – Nossa, ele vai se arrepender muito disso.

O que verdadeiramente é

Vamos lá, amiguinhas! Bora analisar cada senso comum? Peguem as lentes de  aumento da mente e reflitam FRIAMENTE comigo a respeito destes conselhos tão falsos (e verdadeiros).

1 – “Esse cara é um idiota.”

Idiota todo ser humano em sua plena magnitude da existência do ser É. Não tem no planeta UMA pessoa (ou animal) que não seja idiota, que não aja de maneira idiota ou que não tenha momentos de idiotice, ao menos, ao longo de um dia. Em algumas pessoas, essa coisa de ser “idiota”, é um deslize momentâneo ou, em casos extremos, mas severamente comum, ocorre de maneira perpétua durante a vida.

Podemos agir como idiotas de caso pensado também, ora bolas.

Vem alguém na balada, no bar, na feira, no msn, seja lá onde for, te xavecar e você NÃO QUER FICAR COM A PESSOA, você, num primeiro momento e com muita educação diz que não. Mas aí, a pessoa começa a insistir, ficar atrás, pegar no pé… E você não tem nenhuma intimidade com este ser e muito menos nutriu alguma amizade sincera (por que a infeliz da pessoa sem amor próprio não deu espaço para isso), portanto, pra se livrar do encosto, a gente costuma ser o quê?

I-D-I-O-T-A.

Não no nosso ponto de vista, mas no ponto de vista da pessoa que levou o pé, sim. Que grandessíssimos idiotas somos.

“Sabe o que é? Não vou sair com você hoje por que vou dar banho no meu cachorro…”

“Poxa vida, queria tanto viajar com você, mas lembrei que tenho que sair com o Jonas!”

“Ontem fiquei tão bêbada na balada que dei PT e acordei deitada no meio da Augusta! hahaha daora!”

“Oi, você mandou mensagem? Nossa, nem vi kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk!”

Típicas frases de quem não sabe mais o que fazer pra se livrar de alguém e fica falando merdas da melhor categoria IDIOTA.

Quem nunca foi idiota aqui? QUEM? Então, quem te dá o direito de falar da idiotice dos outros?

O CARA FOI IDIOTA COM A SUA AMIGA? Dane-se, por que com certeza ela foi idiota pra alguém. Idiotas se merecem.

2 – “Esse cara não presta!”

Esse conselho maravilhoso, digno do Oscar de Melhor Constatação do Mundo, sempre envolve situações em que a mulher é uma “vítima” do cara. Coitadinha, deu pro cara e ele se aproveitou dela! Afinal, ela transou “por amor” nos primeiros vinte dias de relacionamento QUE NEM DEFINIÇÃO TINHA. O indivíduo não era namorado, não era amante, não era caso, não era rolo, não era ficante, não era porras nenhumas e a mulher, abusando de seu livre arbítrio, resolveu transar com ele por que, na sua humilde e extrema ignorância, pensou que isto iria segurá-lo ou conquistá-lo.

Geralmente mulher que faz isso e, em seguida o cara desiste, tem que aceitar pra si mesma que, primeiro, não é boa de cama, segundo, é uma OTÁRIA.

E aí, quem não presta no final das contas? O cara ou a sua amiga? Acho que á sua amiga, que se presta a este papel ridículo.

3 – “Você era de mais pra ele!”

JURA QUE EXISTE ALGUÉM DE MAIS PRA ALGUÉM? Só no seu ponto de vista. Se uma pessoa linda maravilha e inteligentíssima, naquele momento da vida dela, está interessada e morrendo de amores por uma pessoa feia, de baixa estatura, acima do peso, de humor duvidoso… DANE-SE. Praquela pessoa trata-se da oitava maravilha do universo e ela quer, ELA QUER aquela pessoa a qual você menospreza a existência pra ficar ao lado dela.

Essa coisa de “você é de mais pra fulano” é o tipo de situação que a pessoa vai descobrir sozinha ao longo da vida. Isso SE, veja bem, SE ela descobrir isto algum dia.

Normalmente o que não é bom pra nós é a coisa mais importante na vida de outro.

Sua amiga inteligentíssima com pós-doutorado tá saindo com o cara do supletivo? Alguma coisa ele tem que a completa naquele instante.

Seu primo gostosão super malhado tá pegando a Tati-Quebra-Barraco? BOM PRA ELE.

Se eles levarem pé da bunda destas pessoas que VOCÊ considera um zero à esquerda, QUEM SERÁ O ZERO À ESQUERDA MESMO?

4 – “Ele nunca vai encontrar alguém como você.”

Eu acho esta afirmação a PIOR de todas. Não só vai encontrar, como vai casar e ter lindos filhos.

Em cada relação nós agimos diferente. Eu sou o amor da vida de alguns, como uma santa, uma moça pra casar; ou sou apenas interessante para outros em determinados momentos; ou, ainda, há aqueles que querem apenas me comer, talvez até por que me vejam como uma vadia com apenas esta serventia.

Todo mundo estereotipa as pessoas: “pra comer”, “pra casar”, “pra se divertir”, “pra pegar”, “pra andar de mãos dadas no domingo à tarde”, “pra ser mãe dos meus filhos”, “pra zoar” etc.

Então que RAIOS DE ALGUÉM COMO EU, VOCÊ OU SEJA LÁ QUEM FOR que alguém vai encontrar por aí?

Sei lá, não existe ninguém melhor ou pior que ninguém. São apenas olhares, situações, casais, momentos, instâncias, destino, predisposição e outros infinitos fatores que formam um casal bonito e sincero.

E graças a Deus que um foi embora. Sinal de que vai encontrar outra pessoa. Sinal de que você também vai encontrar outra. (Se Deus quiser e permitir, afinal… rs)

5 – “Você não precisa dele!”

SE EU ESTOU CHORANDO HÁ SEMANAS ABRAÇADA COM UM URSINHO DE PELÚCIA E ME SENTINDO A PESSOA MAIS MONSTRUOSA DO PLANETA, SERÁ QUE EU NÃO PRECISO MESMO DESTE FDP? Pelo menos agora?

Reflitam.

6 – “Você arranja outro quando bem entender.”

AHAM. Esta afirmação, em compensação, acho a mais engraçada de todas. “Quando eu bem entender” pode ser agora. E aí, cadê um Jonas uma hora destas?

Quando eu bem entender? Pode ser amanhã? Sabe o que é, não aguento mais ficar esperando o Zézinho me ligar e ficar me tratando como uma samambaia pendurada num vaso. Preciso de um gostosão-delivery. Manda aí!!!

7 – “Qualquer um é melhor que ele”

Olha, eu, a sua amiga, você, o Papa pode até ter ciência disso, mas como eu já disse, nós não queremos o melhor pra você, queremos o melhor para nós e, NESTE MOMENTO DE MINHA VIDA, o melhor parece ser ele e ponto final. Parem com essa bobeira. Tanto por que tem tanta gente desprezível no mundo que, dizer que “qualquer um” é melhor que o cara que me deu pé na bunda ou perdido, chega a ser uma ofensa. Tá pensando que eu andei pegando quem? O Zé do Caixão, o mandante do tráfico, o Silvester Stallone, o Roberto Justus? Pra QUALQUER outro homem na face da terra ser melhor?

EU HEIN.

8 – “Relaxa, você é foda, vai passar”

Isso eu sei, mas vai demorar quanto tempo? Uma semana ou um ano?

Até lá as amigas me aturam?

9 – “Se liga, esse cara não é tudo isso pra você ficar desse jeito. Para com isso.”

Po, daí vocês me magoam. Agora as pessoas não podem ter o direito de ficar chateadas pela mancada dos outros? Essa coisa de se sentir rejeitado é triste, viu? (Ainda mais quem tem problemas imbecis desde a infância por conta disso)

Se causou dor em alguém é por que a outra pessoa ERA TUDO ISSO SIM  (naquele momento).

Se não fosse, não doía nem incomodava.

10 – “Nossa, ele vai se arrepender muito disso!”

Amigos, vocês já se arrependeram de ter dado pé em QUANTAS PESSOAS NA VIDA DE VOCÊS? Eu aposto que foram poucas, pouquíssimas. Por que as pessoas que queremos mesmo de coração nós nunca jogamos fora de maneira idiota e, se isto por acidente acontece, se é verdadeiro o sentimento que as une e tem-se uma conversa esclarecedora a respeito dos erros, o perdão e o entendimento é dado como certo e as pessoas vão viver felizes para sempre.

Quando isto não existe… VAI SE ARREPENDER DO QUE, CRIATURA?

Não há do que se arrepender. O que acontece depois é a vontade de ficar de novo por um reles desejo, mas não por que se trata de um sentimento arrependido de perda.

BOM GENTY, acho que fui clara, não é?

Só que, convenhamos… quase nunca temos como fugir destes senso comum. Simplesmente por que amamos a pessoa que está ouvindo (e precisando) dos nossos conselhos e queremos confortá-las da melhor maneira possível. Sei que é sincero quando me dizem tudo isto, por que quando eu digo algo semelhante a uma amiga ou amigo, eu digo de coração que, realmente,

existe alguém melhor esperando por eles.

O que não é nenhuma mentira…garanto.

Levou pé de alguém?

Demora (ou não), mas significa que o teu (ou a tua) tá chegando, tá abrindo espaço praqueles que ainda não tiveram a oportunidade.

Então senta… que lá vem história. Uma hora a gente lembra do passado e dá risada e agradece por ter vivido aquilo.