Archive for the Música Category

Uma semana depois

Posted in Música on 02/07/2009 by Gabriela

Quando eu nasci, em 1986, o rei do Rock, Elvis Presley, já tinha partido há 9 anos e o Rei do Pop reinava em sua fase “Bad”. Fui crescendo e me interessando pela música em geral, sem especificações muito rígidas a respeito de estilo. Tornei-me fã do Elvis Presley, chegando eu mesma a adquirir discos e cds do grande cantor. Gostaria de tê-lo conhecido nos palcos, de ter acompanhado mais de sua vida e, principalmente, de participar de shows. É engraçada a sensação de ter um ídolo que você jamais terá a oportunidade de acompanhar, de ver, de assistir… e tudo se torna um sonho jamais realizável.

Mas quinta-feira passada eu vi pela primeira vez como é perder um ídolo real, de minha época, de minha geração. E nossa, para quem é fã de verdade, é uma dor tão irreal que você chega a se surpreender com toda a comoção causada. Como chorei com a morte de Michael Jackson!

Eu nunca acreditei em nenhuma acusação feita contra ele nesses casos de pedofilia. NUNCA. Mas eu sabia que normal ele nunca foi, pois sofreu capítulos deprimentes em sua vida dentro de sua própria casa, com um inimigo terrível que era seu próprio pai. Seu próprio pai que o fez desgostar de si próprio. Talvez, tenha sido ele quem matou o real Michael Jackson ainda na infância.

Como pode uma pessoa morrer aos 50 anos tendo 45 de carreira? Gente! E tirando os últimos 10 anos nos quais somente presenciamos sinais de sua fraqueza psicológica, foram anos brilhantes e jamais comparáveis com qualquer artista neste mundo. Quem vendeu tantos discos como aquele homem? QUEM?

Michael Jackson

Michael Jackson

O que me revolta é a TV que só agora, após a trágica morte, traz matérias explicativas sobre a vida dele, pinta a imagem dele como bom garoto e faz com que as pessoas sintam-se cada vez mais apegadas a semelhança deste rapaz e deixem-no de julgá-lo. Por que não prestaram todas essas homenagens, por que não publicaram todos esses textos bonitos, por que não disseram tudo, por que não valorizaram o trabalho dele quando ele ainda estava vivo?

Pra mim, Michael Jackson simplesmente desistiu de viver. É o que eu penso a respeito dessa tragédia repentina.

E voltando ao topo deste post, a sensação de amar um ídolo já morto é incomparável a de assistir todos os dias na televisão essa tristeza que é acompanhar a morte de um astro de sua época. Eu sonhava em assistir um show de Michael Jackson nessa vida! Eu tinha absoluta certeza de que essa turnê seria extraordináriamente FANTÁSTICA e que ele voltaria com TUDO e
de que fatalmente passasse pela américa latina! Cara, eu tinha certeza de que o veria.

Eu sempre quis assistir um show do Duran Duran, da Madonna e do Michael Jackson. Pois é, só faltou ele! Entrou pra lista dos shows que eu sonho, mas que jamais conseguirei assistir como Elvis Presley, Beatles, The Doors (com Jim Morrison) e Queen (com Freddy Mercury)…

Meu pai disse que é estranho ver morrer alguém que, quando ele era adolescente, aparecia cantando na tv aos cinco anos de idade e fazia com que qualquer um se apaixonasse por aquela voz, pois se tratava de uma criança muito talentosa. Que é ainda mais estranho acompanhar todo o crescimento desse artista e sentí-lo as vezes como parte de sua vida. E de repente assistir sua morte chega a comover mais que a morte de algum parente…

E imaginem vocês que 12 fãs fanáticos já cometeram suicídio após a morte do ícone da música pop… triste!

Mas é claro, que digo tudo isso na qualidade de fã real mesmo. Mesmo ele sendo o maior cantor das últimas décadas, há quem ache tudo isso uma grande besteira por não gostar das canções, ou pior, há aqueles que se apegam apenas nos fatores polêmicos da vida do astro e sequer se dão ao trabalho de apreciar a obra.

Quando alguém como Michael Jackson morre, sobrevive apenas sua obra, sua capacidade, sua genialidade! Um cantor como ele deve ser lembrado por isso. Exclusivamente.

Anúncios

Os novos quem?

Posted in Música on 30/05/2009 by Gabriela

As pessoas adoram fazer comparações, não é mesmo? Mesmo que seja proibido, mesmo que alguém diga que algo é incomparável, mesmo que a Sinneàd O´Conner cante “Nothing Compares to you” lindamente, mesmo que seja feio comparar, as pessoas comparam! E as vezes cometem erros imperdoáveis. Erros terríveis! Digo até, de lascar! Eu já fiz comparações idiotas e sem fundamento. Assim como você já fez.
Mas, enfim… comecei a falar sobre comparações por que quando me perguntaram “Gabriela, você já ouviu Keane?”, eu respondi placidamente “Alguma coisa, por que?” e assim me disseram “Poxa, é o novo Duran Duran!”.
Daí, claaaaaaaaaaaaro, obviameeeeeeeeeeeeennteee passei a prestar atenção no som. E consequentemente fiz comparações entre Tom Chaplin e Simon Le Bon, tanto vocalmente como físicamente.

Tom e Simon

Tom e Simon

Dá até pra afirmar um parentesco distante, talvez. Sei que o Tom acompanhado de sua banda estão bastante entusiasmados pelo som oitentista. Passaram por uma fase rock-inglês-almofadinha-melancólico e daí, resolveram se inspirar em Human League, A-ha e consequentemente nos mestres maravilhosos Duran Duran. Nisso, nasceu a grande canção das pistas de mais ou menos últimamente: Spiralling.

E sim, realmente, somente nessa canção senti um ar meio durânico. Senti nos gritinhos animados de Tom algo meio SimonLebonesco.

Mas foi só!

De resto, as canções são umas lamúrias sem fim! Apesar de considerar todas lindas, agradáveis, sinceras, doces e apreciá-las, não existe mais nada de Duran Duran no Keane.

Visitei as comunidades “Oficiais” do Orkut do Keane e do Duran Duran e, digitando o nome Duran Duran no fórum do Keane e vice-versa, nota-se porém que 90% dos fãs de uma banda gostam da outra e assim vai. Acho que deve existir uma identificação, um acordo, um toque musical entre eles.

Mas sei lá, existe tanta comparação tosca nesse mundo! O próprio Keane disse uma vez que eles eram o novo “Pink Floyd” (HAHAHAHAHHAHAHAHAHAHA MORRI). E assim caminha a humanidade, Justin Timberlake é o novo Michael Jackson! Britney Spears a nova Madonna! Christina Aguilera a nova Cyndi Lauper Mariah Carey! uhauhauha Sei lá!